FÓRUM CLUBE S2000 PORTUGAL

Início | S2000 | Dicas Técnicas

GEOMETRIA DA SUSPENSÃO

É vulgar ouvir comentar alguns aspectos técnicos referentes á suspensão, com termos como “caster”, “camber”, convergência, ângulo de sopé, etc….mas ficamos sempre com algumas dúvidas sobre o significado prático dos termos técnicos.
Todos os termos que geralmente ouvimos, estão relacionados com o posicionamento das rodas do eixo de direcção, ou seja, geralmente o da frente, em relação ao carro. Hoje em dia a grande maioria dos automóveis já permite alinhar também o trem traseiro, pelo menos em 2 angulos, “camber” e convergência, sendo que no caso de alguns automóveis tecnicamente mais evoluídos, como é o caso do Honda S2000, permite também trabalhar o ângulo de “caster”.
Este posicionamento tem influência directa no controlo da direcção, na estabilidade e na aderência e desgaste dos pneus.
Consideramos três ângulos de alinhamento, que correspondem a três eixos que definem um espaço tridimensional.
O ângulo de alinhamento em relação ao eixo vertical, quando visto de lado, é denominado como “caster”, ou inclinação do cavilhão da manga de eixo; o alinhamento em relação ao eixo vertical, quando visto de frente, é denominado por ”Camber”, ou ângulo de sopé; o alinhamento em relação ao eixo longitudinal é denominado ângulo de convergência ou divergência, consoante for para dentro ou para fora.

CASTER
Numa análise mais detalhada, diz-se que o “caster” é o ângulo que o eixo de rotação da manga de eixo faz com a vertical, e é aplicado para que a direcção tenda a endireitar quando se larga o volante. Para se ter uma ideia, basta lembrar os carrinhos de supermercado ou os carrinhos de transporte de bagagem dos aeroportos, em que as rodas assentam no chão, num ponto atrás da linha do eixo do pé do carro, o eixo onde a roda pode rodar. Como este eixo não coincide com o eixo vertical da roda, esta tende a colocar o carrinho direito quando este é lançado em curva. O mesmo efeito é produzido pelos “garfos” de direcção curvos de algumas bicicletas. No caso do carrinho, o ângulo formado por uma linha passando pelo eixo de rotação da roda e pela projecção no chão do centro do pé do carro com outra linha vertical que passa pela roda é o ângulo de “caster”.
CAMBER
No que se refere ao ângulo do sopé ou “camber”, é o ângulo que as rodas formam em relação ao eixo vertical quando se observa o carro de frente, ou seja é a inclinação das rodas. Se as rodas formam um “V”, com o vértice para baixo, ou seja se estão abertas em cima e inclinadas para dentro, diz-se que o “Camber” é positivo. Caso contrário diz-se que é negativo. Se as rodas se encontrarem paralelas ao eixo vertical, diz-se que o “Camber” é nulo. Apesar de existirem automóveis que utilizam as três soluções, o mais habitual actualmente na maioria dos carros são o “camber” positivo. Este, porém, num suspensão independente e quando o carro se encontra em movimento, pode oscilar, variando de positivo a negativo, e vice-versa, consoante a velocidade ou a trajectória (numa curva por exemplo). Em carros mais evlouídos ou desportivos, o camber geralmente é negativo ou zero. A função do “camber” é melhorar o comportamento da direcção, fazendo incidir o peso do carro no rolamento interior da roda, ou seja, o de maior dimensão, diminuindo o impulso axial da manga de eixo.

CONVERGÊNCIA
Quanto ao último ângulo, o de convergência/divergência (também designado por “toe-in/toe-out”, é o ângulo que as rodas fazem com a linha longitudinal do carro. De facto as rodas não estão paralelas à linha longitudinal do carro como se poderia pensar, mas forma um pequeno ângulo (fechado ou aberto) que permite melhorar o comportamento da direcção, melhorando a aderência e optimizando o desgaste dos pneus. O ângulo diz-se convergente (toe-in) se convergir para a frente do carro, ou seja se o vértice do ângulo formado pelas rodas estiver para a frente. Diz-se divergente (toe-out) caso contrário, ou seja se as rodas abrirem para a frente. O valor deste ângulo está relacionado com os introduzidos pelo “caster” e “camber” e, conjugado com eles vai contribuir para um melhor comportamento global da direcção em leveza, segurança, precisão e aderência e desgaste dos pneus.






Camber e Convergência

Caster
Todos os direitos reservados. Clube Honda S2000 Portugal. Copyright 2008. ©
Desenvolvimento e Design: iconO2 [www.iconO2.com]